5º Fala Ciência

A Rede Mineira de Comunicação Científica (RMMC), por meio da PUC Minas, integrante da entidade, realiza, no dia 12 de junho, a quinta edição do Fala Ciência, evento que discute a comunicação pública da ciência e tecnologia. A atividade acontece a partir das 8h30, no Museu de Ciências Naturais PUC Minas (rua Dom José Gaspar, 290) e é direcionado a estudantes de graduação, pós-graduação, pesquisadores, jornalistas e interessados em aprender e discutir técnicas e plataformas para falar sobre ciência com a sociedade. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas aqui.

A palestra de abertura, ministrada pela professora Denise Tavares, da Universidade Federal Fluminense, tratará dos processos, investimentos e ambiguidades que são desafios para a divulgação científica. Haverá também, durante a manhã, a palestra Indicadores de impacto da atividade de divulgação científica, proferida pela professora Silvânia do Nascimento, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O pesquisador Luís Amorim, coordenador do Núcleo de Estudos da Divulgação Científica da Fiocruz do Rio de Janeiro, apresenta e debate os resultados de pesquisa sobre o perfil do jornalista científico brasileiro. No período da tarde, o assunto em pauta são as Fake News na Ciência, com o professor da UFMG Yurij Castelfranchi, e a divulgação científica no Instagram, com a professora e jornalista  Luana Cruz.

O evento conta com o apoio do Programa de Popularização da Ciência e Tecnologia (Pop Ciência MG), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Haverá emissão de certificado para os participantes. Mais informações pelo email imprensa@pucminas.br.

Sobre a Rede Mineira de Comunicação Científica

Criada em 2015, por iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), a RMCC  é uma iniciativa sem fins lucrativos que reúne as estruturas de comunicação pública da ciência  de universidades e de Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação de Minas Gerais (ICTI). Tem o objetivo de promover e difundir a cultura científica para fortalecer o acesso à ciência, à tecnologia e à inovação como direito primordial à cidadania.

A Rede é composta por 18 instituições, entre universidades instaladas no Estado (UFMG,UFJF,UFV, Ufla, UFVJM, Uemg, ESP-MG, Cefet-MG, PUC Minas, UFU, Unifei, UFSJ e Ufop),  instituições de pesquisa (Fapemig, Epamig, Funed), a Fundação Hemominas e  a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

A principal motivação para sua criação foi a percepção de que existiam iniciativas diversas de comunicação pública da ciência atuando de forma isolada e grande dificuldade entre as equipes para dar vazão ao material gerado. Percebia-se que grupos diferentes desenvolviam ações similares e tinham resultado limitado com suas atividades.

A sensibilização sobre a importância da divulgação científica junto à comunidade acadêmica é outra preocupação dos membros da RMCC. Muitas vezes, pesquisadores que recebem recurso público não estão atentos à relevância de mostrar à sociedade os resultados de sua pesquisa por meio da divulgação para o público não especializado. Com a formação da Rede, as instituições puderam compartilhar esses desafios e pensar em sugestões conjuntas que pudessem apoiar as iniciativas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *